segunda-feira, 14 de maio de 2012

Hortas urbanas

HORTAS URBANAS DE ÉVORA
Princípios geraisAs quintas da periferia da cidade de Évora já representaram um importante meio de fornecimento de frutas e legumes frescos à cidade, de forma sustentável.
Com o crescimento urbano e a alteração dos padrões de vida, tal tem vindo a perder importância. estádio de desenvolvimento social e as grandes questões ambientais que enfrentamos obrigam-nos a repensar comportamentos e modos de vida.
Esta nova forma de produção de alimentos contribui para aumentar a autonomia alimentar das famílias, fomenta práticas de consuo mais equilibradas, amplia a biodiversidade, alicerça a consciência da necessidade do desenvolvimento sustentável, potencia a convivência familiar e comunitária e contribui para uma melhor consciência ambiental.

Como aderir?Existirão nas freguesias urbanas diversos locais que a Câmara Municipal disponibilizará para Hortas e que serão criadas à medida que existam pessoas interessadas.
Para aderir ao projeto os munícipes devem dirigir-se à Câmara Municipal (Serviço de Atendimento nos Paços do Concelho) ou à Junta de Freguesia onde podem consultar as regras de utilização e os locais disponibilizados para Hortas.
Os interessados poderão então preencher um formulário de inscrição.

Como funcionam?Após seleção de candidaturas a Câmara Municipal reunirá com os interessados e assinará com cada pessoa, um acordo de utilização que terá validade de 1 ano (renovável).
A cedência de talhões para criação de hortas é gratuita, contudo cada munícipe a quem for atribuído um titulo de utilização, deverá respeitar as regras fixadas para utilização dos espaços, nomeadamente no que se refere a vedações, eventuais abrigos ou caixas para guardar ferramentas, etc… e que devem sempre ser executadas segundo os padrões que forem fixados.
O projeto terá o apoio da Câmara Municipal, das Juntas de Freguesias ou das associações que queiram ser parceiras, existindo em cada uma das Hortas uma pessoa responsável que procurará auxiliar na resolução dos problemas que venham a surgir.





Parece que a crise está a fazer voltar as pessoas a voltar a cultivar a terra, Esta iniciativa da Câmara Municipal de Évora foi um sucesso e já estão a pensar  em novos espaços pois estas não chegaram para as inscrições.

Sem comentários:

Enviar um comentário